domingo, 15 de maio de 2011

O Tributo a Saramago em Ancara


O discurso de abertura, pela embaixadora de Portugal em Ancara, Luísa Bastos de Almeida.

A conferência: "José Saramago: A Obra, O Homem, A Linguagem"


Os três oradores: Mário Tiago Paixão, Margareth Perucci e M. Necati Kutlu.


M. Necati Kutlu traduziu o livro de Saramago "Intermitências da Morte" ("Ölüm Bir Varmış Bir Yokmuş"), do Espanhol para o Turco, e a sua apresentação centrou-se sobretudo nessa sua experiência e na visita de Saramago e Pilar a Istambul em 2007.




Dedicatória de José Saramago a M. Necati Kutlu.


Dedicatória de Pilar a M. Necati Kutlu.



A exposição: "José Saramago"







Cenas da visita de José Saramago e Pilar del Rio a Istambul em 2007.









Veja também: Homenagem a José Saramago em Ancara.

2 comentários:

AERM disse...

Pois é, Lídia: os heróis servem-se mortos, já que enquanto vivos são uma chatice pessoal e política.
Como recordará, fui eu, na altura Leitor de Português na Universidade de Ancara, que organizei a visita de José Saramago e de Pilar del Río a Istambul, em 2007. A Embaixada de Portugal na Turquia esquivou então todo e qualquer apoio - logístico, financeiro ou outro - à organização do evento: serões a fio, de um café Internet ao fundo da rua onde então vivia, estabeleci os contactos e preparei o programa; fui eu próprio que paguei todas as minhas despesas e viagens (e bem sabe que na Turquia, nada se consegue aprontar à primeira...); fui também eu que adiantei as verbas necessárias para superar alguns imprevistos. O Embaixador da altura, é claro, 'adoeceu' por alturas da visita e não pode deslocar-se a Istambul; o cônsul honorário naquela cidade não foi sequer contactado.
Agora que Saramago está morto e quedo - e por isso já é possível servi-lo como Património Nacional -, é a própria Embaixadora de Portugal em Ancara que lhe vem tecer a apologia, e decerto orgulhar-se da visita à Turquia. Oh tempora...

Lídia Lopes Kale disse...

Sim, António, sei que organizou a visita de Saramago e Pilar a Istambul, em 2007. Neste "Tributo a Saramago", a visita de Saramago a Istambul foi abordada por M. Necati Kutlu, o tradutor do livro "Intermitências da Morte", do Espanhol para o Turco. A tradução turca desse livro foi lançada nessa visita de Saramago a Istambul. Mas sobre tudo isso sabe mais do que eu... A exposição também mostrou algumas fotos dessa visita de Saramago a Istambul. Devo dizer que a actual embaixadora de Portugal na Turquia não referiu a visita de Saramago a Istambul em 2007. De qualquer modo, agora nada é igual, as pessoas são outras, e Saramago, infelizmente, já não pode visitar novamente a Turquia.