terça-feira, 9 de junho de 2015

Filme turco "Kumun Tadı" eleito melhor longa metragem no festival de cinema "Olhares do Mediterrâneo"

 
 O filme Kumun Tadi, da turca Melisa Önel, venceu o prémio de melhor longa-metragem do festival Olhares do Mediterrâneo - Cinema no Feminino, que decorreu no cinema São Jorge, no âmbito das Festas de Lisboa.

O júri distinguiu ainda a curta-metragem Não são favas, são feijocas, da portuguesa Tânia Dinis. O filme This is my land, da francesaTamara Erde, venceu o Prémio do Público.
 
Constituíram o júri desta segunda edição do festival a investigadora Alejandra Rosenberg, o produtor Miguel Ribeiro, programador do DocLisboa, e a actriz Rita Durão.

Os prémios foram entregues pela ex-directora da Cinemateca Portuguesa Maria João Seixas, embaixadora do festival Olhares do Mediterrâneo 2015, que decorreu no âmbito das Festas de Lisboa.

A celebração do cinema no feminino é o objectivo do Festival Olhares do Mediterrâneo, que este ano apresentou, em parceria com a Cinemateca Portuguesa, perto de uma trintena de filmes realizados por mulheres de doze países mediterrânicos: Bósnia-Herzegovina, Egipto, Espanha, França, Grécia, Israel, Líbano, Malta, Palestina, Portugal, Turquia e Tunísia.

A produção portuguesa ocupou perto de um terço da programação, com obras de Joana Toste, Susanne Malorny, Margarida Madeira, Tânia Dinis, André Mendes, Andreia Neves e Laura Gonçalves.

(Fonte: Sábado)

Sem comentários: