terça-feira, 31 de maio de 2011

A Hora da Turquia no 27.º Festroia




A 27.ª edição do Festroia vai homenagear o cinema turco, com "uma retrospectiva do cinema turco actual".

"O cinema turco contemporâneo está a viver um extraordinário momento de afirmação e reconhecimento internacional. Isto não acontecia desde que o solitário "Yol", de Yılmaz Güney (1937-1984), ganhou surpreendentemente a Palma de Ouro em Cannes em 1982, e Ömer Kavur (1944-2005), estreou "The Hidden Face" ("Gizli Yüz", 1991). Curiosamente um filme feito a partir do romance "Os Jardins da Memória", com argumento do próprio escritor Orhan Pamuk, (Prémio Nobel da Literatura 2006).
Esta grande notoriedade deve-se à intensa promoção feita pelo cinema turco nos mercados do filme, e à sua participação nas secções oficiais dos grandes festivais e mostras internacionais. E depois, pela sua qualidade, que tem sido consagrada nos prémios ganhos e nos palmarés. Em 2010, "Bal" (Honey), de Semih Kaplanoğlu ganhou o Urso de Ouro na Berlinale, e "Çoğunluk" (Majority), do jovem Seren Yüce, foi Leão do Futuro na Giornate degli Autori, da última Mostra de Veneza. No entanto, há alguns anos que a crítica especilizada descobriu grandes cineastas-autores turcos como, Semih Kaplanoğlu, Zeki Demirkubuz ("Kıskanmak", 2009), entre outros, que vamos ter oportunidade de descobrir melhor, e principalmente a obra notável de Nuri Bilge Ceylan ("Os Três Macacos", 2009). Ceylan é uma figura incontornável do cinema europeu, e uma presença constante nos grandes festivais internacionais (Berlim, Cannes e Veneza).
O interesse internacional pelo cinema turco, (numa altura em que se discute a entrada da Turquia na UE, e no rescaldo de Istambul Capital Europeia da Cultura 2010) passa inclusive pela sua capacidade de exprimir as grandes questões e mudanças da sociedade turca contemporânea, com as suas contradições políticas, sociais, culturais e religiosas, no seu avanço para uma aproximação à Europa ocidental, e na ponte que faz com o Oriente islâmico. Esta realidade é expressa igualmente, nas obras de cineastas de origem turca que vivem em outros países, como Fatih Akın ("Soul Kitchen", 2009), na Alemanha, ou Ferzan Özpetek ("Uma Família Moderna", 2009), em Itália.
Por estas razões, o Festroia, em colaboração com a Embaixada da Turquia em Lisboa, decidiu fazer esta retrospectiva do cinema turco, destacando uma filmografia com uma longa história e tradição. Mas sobretudo, uma filmografia com um impressionante e complexo presente, que é importante descobrir mais de perto, porque é diversa e rica em filmes para todos os gostos e géneros." José Vieira Mendes

O Festroia apresentará 20 filmes turcos nesta edição, e estará presente uma delegação turca de 11 talentos representando os seus filmes: Zeki Demirkubuz, Nurhayat Demirkubuz, Derya Alabora, Güven Kiraç, Selim Demirdelen, Taner Birsel, İlknur Birsel, Ahmet Boyacıoğlu, Ayberk Pekcan, Muharrem Gülmez e Şerif Sezer.


O Golfinho de Cristal será entregue a Hüseyin Ülgen, vice-director do Cinema e da Autoridade dos Direitos de Autor da Cultura Turca e Ministério do Turismo.


Dois Turcos integram o júri: na Secção Oficial, Ahmet Boyacıoğlu, da Associação de Cinema de Ancara, e no júri FIPRESCI, o jornalista Yücel Fırat.

Segue-se a lista dos filmes turcos que fazem parte da edição deste ano do Festival Internacional de Cinema Festroia, que vai decorrer de 3 a 12 de Junho, em Setúbal.


Secção Oficial:
HAIR (SAÇ, 2010)
de Tayfun Pirselimoğlu 131'

Primeiras Obras:
BLACK & WHITE (SİYAH BEYAZ, 2010)
de Ahmet Boyacıoğlu 90'

Homenagem a um País - Turquia:

Longas-metragens

THE ROAD (YOL, 1982) de Şerif Gören 114'
MOTHERLAND HOTEL (ANAYURT OTELİ, 1987) de Ömer Kavur 101'
INNOCENCE (MASUMİYET, 1997) de Zeki Demirkubuz 110'
DESTINY (KADER, 2006) de Zeki Demirkubuz 103'
INTERNATIONAL (BEYNELMİLEL, 2006) de Sırrı S. Önder e Muharrem Gülmez 105'
AUTUMN (SONBAHAR, 2008) de Özcan Alper 99'
PANDORA'S BOX (Pandora'nın Kutusu, 2008) de Yeşim Ustaoğlu 112'
THE CROSSING (KAVŞAK, 2010) de Selim Demirdelen 95'

Curtas-metragens

VOL (2009) de Hüseyin Bulut 2'
AYSEGÜL IN REBELLION (AYŞEGÜL İSYANDA, 2009) de Aylin Kuryel e Zeyno Pekünlü 7'
…IT HAPPENS (2009) Arda Uysal 5'
MALFUNCTION (2009) de Ayce Kartal 8'
MOVE YOUR DIRTY EYES OFF (2009) de Efe Conker 18'
FOTOGENY (2009) de Sertaç Yüksel 4'
A SO CALLED LOVE STORY (2009) de Ceylan Özgün Özçelik 15'
KOZA (1995) de Nuri Bilge Ceylan 20'
LOOKS BETTER (2009) de Zeynep Arslanpay 6'
FISHERMAN (2009) de Mustafa Barış Çorak 20'

Pode consultar o programa aqui.

(Fonte: Festroia / Embaixada da Turquia em Portugal)

Sem comentários: