sexta-feira, 20 de junho de 2008

Dança sufi em Oliveira do Bairro

Decorreu nos dias 7 e 8 de Junho, na freguesia da Mamarrosa, mais uma feira medieval que fechou o ciclo de rotatividade da feira por todas as freguesias do concelho de Oliveira do Bairro.
A feira medieval na Mamarrosa decorreu no Parque do Rio Novo, com tendas árabes e tabernas e animação de rua com teatro, malabarismos, figurantes, música, dança sufi, dançarinas de dança do ventre, espectáculos de fogo, duelos, torneio de armas a cavalo, encantadores de serpentes, entre outras.
À Companhia de Teatro Viv'Arte juntaram-se outros animadores, com destaque para os Sbandieratori de Araba Fenice (Itália), os Al' Caravan (Marrocos), os Anima-mundi (Portugal - Porto), e os La Puchoneta (Badajoz).
Este evento foi organizado pela Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Companhia de Teatro Viv'Arte, associações e colectividades do concelho e com o apoio da Junta de Freguesia da Mamarrosa.

(Fonte: Jornal Litoral Centro)

Dança sufi em Valença


De 27 a 29 de Junho, a época medieval invade a fortaleza de Valença com um programa de actividades recheado marcado por bailes e danças, nomeadamente danças do ventre e sufi, pela arte de encantar serpentes, mercados e muitas recriações, entre as quais a recriação das vivências da fortaleza no século XIII.

(Fonte: Guia da Cidade)

terça-feira, 17 de junho de 2008

Josh Holloway esteve na Turquia para protagonizar filme publicitário

O actor Josh Holloway que interpreta a personagem Sawyer na série "Lost" esteve na Turquia em Abril para filmar um anúncio ao gelado Magnum.




Marcou igualmente presença num programa semanal de grande audiência que vai para o ar todas as sextas-feiras em horário nobre chamado "Beyaz Show".



segunda-feira, 9 de junho de 2008

Turkey XPdition: Ligação de Paredes (Portugal) a Aydın (Turquia)

O projecto Turkey XPdition tem como objectivo unir a cidade portuguesa de Paredes à cidade turca de Aydın que serão em breve duas cidades geminadas.
Christophe Ferreira, Luís Caetano e Rui Santos, vão efectuar a ligação entre Paredes (Portugal) - Montereau-Fault-Yonne, (França) - Walldurn (Alemanha) - Aydın (Turquia), em duas motas BMW R1200GS.
Com saída agendada para o dia 21 de Julho, data em que se comemoram as festas da cidade de Paredes, serão percorridos mais de 15.000 quilómetros em três semanas.
(Fonte: Turkey XPdition)

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Aydın Teker no CCB


Uma das presenças mais surpreendentes do último Alkantara Festival (2006) foi sem dúvida a peça aKabi da coreógrafa turca Aydın Teker. Os bailarinos apareciam em palco calçando sapatos pesados e de alturas diferentes, transformando os seus corpos em formas híbridas.
Durante um mês, a coreógrafa turca Aydın Teker e os seus bailarinos trabalharam no estúdio de Alkantara e no Centro Cultural de Belém, na criação da nova peça aKabi. Para além do trabalho coreográfico, a residência incluiu momentos de pesquisa sobre a iluminação e o som. Acompanharam a coreógrafa nesta pesquisa, os compositores portugueses Margarida Garcia e Manuel Mota e o iluminador José Álvaro Correia.
AKabi investiga as limitações e possibilidades criadas a partir do uso de sapatos pouco convencionais. O resultado é um trabalho sobre os limites do equilíbrio, um exercício extremamente rigoroso de uma rara beleza escultural.
Os trabalhos de Aydın Teker são o resultado de longos períodos de pesquisa e aperfeiçoamento. "Começo sempre por criar um problema", diz a coreógrafa, "passando o resto do tempo dos ensaios a tentar resolvê-lo. Adoro trabalhar num ambiente de laboratório, onde partilho a investigação com os meus bailarinos. Em conjunto, atravessamos um processo extremamente intenso e rico. Não existem ideias preconcebidas sobre o que é correcto ou errado. Permitimos ao corpo encontrar as soluções que depois apresentamos ao público. A estética é o resultado directo do processo".
Aydın Teker apresentou no Pequeno Auditório cheio do Centro Cultural de Belém fragmentos da peça aKabi, altura em que também foi anunciada a mudança de nome de danças na cidade para alkantara. A estreia nacional teve lugar no Alkantara Festival em Junho de 2006.

Agora, no Festival Alkantara 2008, Aydın Teker apresenta a peça harS que retrata um dueto entre uma bailarina e uma harpa. Na sua atitude habitual de investigadora, Aydın Teker ignora todas as regras de manuseamento do instrumento e as suas fortes conotações históricas e musicais. Olha para a harpa como um objecto. Durante 50 minutos, a bailarina Ayşe Orhon interage com este corpo inanimado, num exercício de grande rigor e densidade. Executado no limite do equilíbrio, harS é uma fonte inesgotável de imagens poéticas e uma peça de rara beleza escultural. A peça não segue trâmites narrativos. O significado surge no olhar do espectador.

Aydın Teker começou a estudar dança no Conservatório de Ancara. Ganhou uma bolsa de estudo na London Contemporary Dance School e, a seguir, para a School of the Arts da Universidade de Nova Iorque. De volta à Turquia, ensina improvisação no Teatro Nacional, e em 1991 começa a leccionar no Conservatório Nacional de Istambul, tornando-se directora do Departamento de Dança Moderna e uma das principais mentoras da dança contemporânea turca.

HarS - Centro Cultural de Belém - sala de ensaio duração - 50 min bilhetes - 10 € / 7,5 €

5 de Junho 19h 6 de Junho 19h 7 de Junho 19h

(Fonte: Alkantara Festival)

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Portugal recebeu três medalhas de bronze nas Olimpíadas da Língua Turca


Todos os países de língua oficial portuguesa que participaram na edição deste ano das Olimpíadas Internacionais da Língua Turca, regressaram aos seus países com medalhas e/ou menções honrosas.
Portugal destacou-se na categoria "falar Turco" e recebeu três medalhas de bronze e duas menções honrosas nessa categoria, classificando-se entre os vinte primeiros.
O Brasil obteve igualmente uma medalha de bronze na mesma categoria, e a Angola recebeu uma menção honrosa.
Moçambique voltou a destacar-se este ano na categoria de "declamação de poesia" e recebeu uma medalha de prata.
Quanto à classificação relativa ao traje tradicional do país de origem, Moçambique classificou-se no nono lugar, Angola no 38º, Portugal no 43º e Brasil no 46º.
Recordo que participaram 110 países e 550 estudantes neste evento.