sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Filme turco no programa do Festival Internacional de Cinema do Funchal


Oito filmes estarão em competição no âmbito do III Festival Internacional de Cinema do Funchal, que começa sexta-feira na capital madeirense e cujo programa de oito dias prevê 30 sessões cinematográficas.
O Festival, orçado em cerca de 60 mil euros, é organizado pela Cooperativa Plano XXI, a Câmara Municipal e a Empresa Municipal Funchal 500 Anos, que pretende projectar a Madeira no exterior e permitir aos madeirenses ver cinema alternativo.
Os filmes a concurso são na sua maioria produções europeias, mas há também um do Irão e dois da América Latina.
São eles "Bliss" ("Mutluluk") de Abdullah Oğuz (Turquia), "A Few Kilos of Dates For a Funeral" de Saman Salour (Irão), "La Memoire Des Autres" de Pilar Anguita-Mackay (Suíça), "Capri, You Love" de Alexander Oppersdorff (Alemanha), "En La Cama" de Matias Bize (Chile/Alemanha), "Cuidad En Cielo" de Hernán Gaffe (Argentina), "Uranya" de Costas Capakas (Grécia) e "Depois Daquele Baile" de Roberto Bomtempo (Brasil).
O júri é composto pelas cineastas brasileiras Elisa Tollomeli (produtora) e Malu de Martino (realizadora), o Francês Bruno Chatelin (distribuidor), José Vieira Mendes (jornalista) e José António Santos (director de fotografia).
No decorrer do festival serão homenageados Antonioni, com a exibição de "Profissão Repórter", e José Fonseca e Costa, com "Viúva Rica Solteira não Fica".
A actriz britânica Susannah York, galardoada com uma Palma de Ouro, um Globo de Ouro e nomeada para um Óscar para Melhor actriz, estará na sessão de encerramento FICF, a 10 de Novembro, durante a qual será projectado o filme "Lonely Hearts".
O programa tem ainda uma componente extra competição, a denominada "Festa do Cinema Brasileiro", apoiada pela Fundação Luso-Brasileira, com a exibição das películas "Saneamento Básico" (Jorge Furtado), "O Homem que Copiava" (Jorge Furtado), "Diário de um Mundo Novo" (Paulo Nascimento) e "Proibido Proibir" (Jorge Dúran).
Haverá também oportunidade para "aprender a fazer cinema", com as "masterclasses", organizadas em parceria com a Escola Profissional Cristóvão Colombo, no âmbito das quais os Madeirenses poderão ouvir alguns nomes importantes a falar sobre produção, realização, argumento e fotografia, como são os casos de Malu Martino, Roberto Bomtempo, Elisa Tolomeli, Susana Schild e José António Santos.
Acontecimentos sociais, que terão lugar no Café do Teatro, marcarão as noites do evento.

(Fonte: Agenda Alla Turca / Diário Digital)

Sem comentários: